30 Oct 2019

Please reload

Posts Recentes

5 Filmes Inspirados em Livros

9 Nov 2017

1/4
Please reload

Posts Em Destaque

Elisa Lucinda aos avessos

 

 

Pessoinhas, vou admitir logo de cara, no momento em que Elisa entrou no palco eu já estava completamente apaixonada, ela é lindíssima e entrou cantando a plenos pulmões, com direito a bis depois do cara do som arrumar o microfone. Ela veio a Poços, cidade que ela diz ser ótima para transar por ser famosa pelas luas de mel, para lançar seu novo livro (que por sinal, ela não escreveu, ditou) “O livro do avesso, o pensamento de Edite” e durante grande parte da palestra ela interpreta trechos dele, o que me deixou morrendo de vontade de comprá-lo.

 

Ela explica que gosta que seus pensamentos sejam livres para fazerem as conexões que quiserem, que não podemos ter a ilusão que controlamos alguma coisa, que não podemos nos censurar, que ela não censura Edite e que poucas partes do livro são inventadas. Juro pra vocês, essa mulher linda, negra, atriz, cantora, escritora, super verdadeira e solta cativou a todos sentados no Teatro da Urca. Abordou vários temas, como o machismo e o racismo, contando histórias de sua própria vida para o público como o fato de ela ser jovem, bonita, negra e morar em Copacabana, significava que ela era uma puta, isso virou até tema de uma crônica quem tem o nome de “Copacabana te engana”. A literatura te dá um lugar de fala, é uma maneira de se entender, Elisa é a representatividade para literatura da mulher negra.

 

Uma outra pauta dela é a crítica à escola, Elisa conta que o conhecimento é conectado ao afeto, ao carinho, e que muitas vezes esse não é caso, muitas pessoas negras tem que se preparar para o preconceito mesmo dentro de um lugar de conhecimento. Infelizmente ainda existe um grande abismo entre a escola e a vida, realidade que tem que ser mudada, assim como temos a cultura branca dentro das salas de aula, por que não temos a preta? Durante a palestra foi questionada sobre os crimes de ódio racial, e a opinião dela foi que é ruim porém bom, pois mostra a verdade horrível, que tem que ser combatida, o fato de uma família ter sido atingida por 80 tiros não pode ser um “acidente”. Aponta também que ela sabe que agora nessa luta, tem pessoas brancas e negras lado a lado, e cada dia mais brancos estão se dando conta da falta dos direitos para os negros.

 

Essa palestra me encantou muito, me emocionei bastante durante alguns momentos e recomendo essa mulher incrível para todos vocês, eu queria que todos ouvissem o que esse ser cheio de luz tem a dizer.

 

Please reload

Please reload

Arquivo
Logo-Revista-02.png