18 Nov 2019

Please reload

Posts Recentes

5 Filmes Inspirados em Livros

9 Nov 2017

1/4
Please reload

Posts Em Destaque

A Felicidade do Inimaginável

 

 

Você conseguiria imaginar um mundo com pessoas completamente sem sentimentos, movidos a uma ação mecânica e programada? Louco né?! Mas em Admirável Mundo Novo é exatamente assim que funciona! Os sentimentos são considerados uma ameaça para estabilidade social por conta de cada indivíduo ser condicionado a um papel na sociedade. Será que teve algum impacto na época da publicação?  E atualmente? Se formos pensar, nossa vida também é programada… em nascer, estudar, trabalhar, casar, ter filhos e morrer, e isso acaba tirando a espontaneidade de viver. 

 

Assim, a obra impactou de diversas maneiras, já que foi escrito pós crise de 29, onde os Estados Unidos eram um modelo para as civilizações e o nazismo estava em ascensão, recebendo muitas críticas na época. Já nos dias de hoje, o livro se encontra entre os 100 do mundo e, de acordo com o google, cerca de 85% dos seus usuários disseram que gostaram do livro. Em uma entrevista realizada em 18 de maio de 1958, Huxley afirma que “há inúmeros  dispositivos que qualquer um que deseje usá-los, poderá usá-los para acelerar o processo de restringir a liberdade, impondo o controle.”, referindo-se à tecnologia percebemos claramente sua opinião, assim como uma passagem no livro “Toda descoberta da ciência é pura e potencialmente subversiva: até a ciência deve, às vezes, ser tratada como inimigo possível”. E você? Concorda? Até onde essa inteligência artificial pode nos levar?

 

Dessa forma, percebemos crítica à manipulação que sofremos pela mídia em geral. Não temos liberdade de expressão, liberdade política, religiosa, sexual,... parece que sim, mas quase tudo que consumimos não é porque nós gostamos, e sim porque fomos persuadidos ao ato. Como comer um fast food, todos sabem que não é igual a foto, mas sempre comem. Diante de tanta felicidade artificial ao nosso redor, tantas influências e condicionamentos, temos que tomar cuidado ao que fazemos e sermos Selvagem o suficiente para não deixar o “admirável mundo novo” acontecer. 

 

Ao terminar de ler, tive uma sensação de querer mais e mais. Os três últimos parágrafos explica tudo e todas as interrogações que tivemos ao decorrer do livro. O  Selvagem consegue colocar tantas ideias e dúvidas na nossa cabeça que nos dá uma impressão de angústia por querer saber tudo! Huxley é realmente um doido que esbanja criatividade e deduções que nos prende a esse universo das distopias. Sério, terminei esse livro com outros três distópicos do mesmo autor na minha listinha de desejos.

 

Por fim, vale muuuuito ler Admirável Mundo Novo, ele parece muito atual mesmo sendo de 1932 e tem tantas descrições da nossa vida real que Ufa!... Eu realmente considero a obra como uma leitura indispensável para todo mundo! É uma explosão de conhecimento e sensações e com dizia minha mãe, “Não vou te dar uma coisa ruim”.

Então fica o convite à todos, é sem dúvida um dos melhores livros que já li! 

Boa leitura galera, beijinhos!!!   

 

Please reload

Please reload

Arquivo
Logo-Revista-02.png